sexta-feira, abril 28, 2006

"melhor" para quem?

"I'm the decider, and I decide what's best. And what's best is for Don Rumsfeld to remain as the secretary of defense." PRESIDENT BUSH

Procriação a bem da Nação

O Grupo Parlamentar do CDS contribuiu com 3 filhos para a sustentabilidade da Segurança Social.

É impressionante como estes Deputados se sacrificam pelo bem comum! Como se esforçam para preservar as nossas reformas! Isto é que se chama servir o País e os Portugueses! Viva o CDS!

Coerência política

Marques Mendes ao DE (26/04/2006): «Acho um erro que o Governo queira lançar, nesta fase, a OTA e o TGV»

Marques Mendes, na moção que apresentou ao Congresso do PSD (em 26/04/2006): «principais linhas de força da Política de Coesão Nacional que defendemos: (...) concretizar as ligações ferroviárias rápidas entre a Galiza e o Algarve e entre Lisboa e Madrid, não esquecendo a componente de mercadorias»

quinta-feira, abril 20, 2006

Pior? Pior do que o quê?

Marques Mendes apregoa que o país está muito pior do que antes e que com este Governo as coisas só pioraram.

O problema é que este discurso não é credível e ninguém o engole. E porquê?

Porque, se levado às últimas consequências, este raciocínio equivale a dizer que estaríamos muito melhor servidos com o Governo de Santana Lopes do que com o actual. E isso ninguém acredita, nem mesmo no PSD (salvo, claro está, a entourage do próprio Santana)

quinta-feira, abril 13, 2006

Falta de Quórum II

Pronto, acho que já consegui recuperar a boa disposição:

Sabem qual é o periódico mais procurado na AR? A «Gazeta»!!!

Mea Culpa

Tenho a televisão ligada e estou na net; para além disso, estive há pouco a ler os jornais do dia.

Conclusão: sou um pecador empedernido!

Falta de Quórum

Apetecia-me mandar umas bocas sobre a falta de quórum na AR. Mas não consigo. Estou indignado!!!

230 Deputados e metade não se digna aparecer para votar!!! Francamente!

terça-feira, abril 11, 2006

O que não se compreende

no resultado das eleições italianas não é tanto a fraquíssima e meramente tangencial vitória de Romano Prodi, mas antes a votação e o quase empate alcançado por Sílvio Berlusconi.

quinta-feira, abril 06, 2006

Assim anda a nossa Justiça

- Eu demiti-te primeiro.

- Não, eu é que me demiti primeiro.

- Não, não, antes de tu te demitires, eu já te tinha demitido.

- Não, não, antes de tu me demitires, já eu me queria demitir.

- Mas antes de tu dizeres que te querias demitir, já eu te tinha demitido.

- Mas, ainda antes disso, já eu pensava em demitir-me, e até o andei a dizer aí pelos jornais.

- Pois, por isso é que, quando te demitiste, já eu tinha assinado a tua demissão.

-...

terça-feira, abril 04, 2006

Política à italiana

Ainda segundo a Lusa:

«A linguagem utilizada na campanha para as eleições gerais italianas desceu hoje mais uns pontos em termos de vulgaridade, quando o primeiro-ministro Sílvio Berlusconi utilizou o calão "coglioni" para descrever quem votasse na oposição.

"Tenho demasiado respeito pela inteligência dos italianos para acreditar que haja tantos 'coglioni' que votem contra os seus interesses", disse Berlusconi num encontro com uma associação de comerciantes italianos.

A palavra "coglioni" - calão para testículos - é um insulto utilizado para minimizar a inteligência de alguém.

Depois do "idiota útil" dirigido segunda-feira à noite ao líder da oposição Romano Prodi, que acabara de o comparar a "um bêbado", durante um debate televisivo, Berlusconi voltou hoje à carga com um calão pesado "mas eficaz", como ele próprio afirmou.

Um comunicado emitido por políticos de centro-esquerda reage, afirmando que "Berlusconi confirma-se como um homem vulgar e grosseiro", e o antigo procurador anti-corrupção António di Pietro sublinhou que "mais vale 'coglioni' que Berlusconi".

Mas as vulgaridades linguísticas ganharam já lugar por direito próprio na política italiana, e esta campanha não é excepção, como, por exemplo, quando Alessandra Mussolini, neta do ditador e aliada de Berlusconi, afirmou na televisão que "mais vale ser fascista que maricas (homossexual)".

"Porco", "delinquente político", "bobo", "louco" ou "mentiroso" são apenas alguns dos epítetos com que se mimoseiam os participantes nesta campanha eleitoral.

As imagens pessoais são também objecto do discurso político, como quando Berlusconi tratou Piero Fassino, secretário-geral dos Democratas de Esquerda (PDS), principal partido da oposição, de "padrinho para as pompas fúnebres" devido à sua magreza.

O primeiro-ministro não perde também uma ocasião para brincar com a aparência pouco "telegénica" do líder da oposição, Romano Prodi.

Prodi, aliás, responde-lhe na mesma moeda, como quando afirma, por exemplo, que "as únicas grandes obras realizadas por Berlusconi foram o seu lifting e os seus implantes" capilares. Sugeriu-lhe também que subisse a uma cadeira, porque talvez assim pudesse ter "um ar mais importante", numa alusão à baixa estatura do chefe de Governo.»

O Presidente e a Constituição

Segundo a Lusa, «a Constituição da República, cujos 30 anos se assinalaram domingo, está ausente da página na Internet da Presidência da República, que optou por incluir um texto interpretativo sobre as funções do chefe do Estado».

O "texto interpretativo" em vez do "texto autêntico" não é um bom presságio...

segunda-feira, abril 03, 2006

Falar do que não se sabe

Dá-me impressão que para aí 80% das pessoas que ontem (a propósito dos 30 anos da Constituição de 76) se pronunciaram sobre o texto constitucional, clamando pela urgente necessidade de o rever, nunca sequer se deram ao trabalho de o ler...

A contrario sensu...

Miguel Frasquilho considera que o valor do défice de 2005, agora apurado (6,2%), constitui a primeira grande derrota do Governo.

A contrario, reconhece o Sr. Deputado, portanto, que até ao momento o Governo só tem somado vitórias ou, quanto muito, pequeninas derrotas. E, pelo caminho, o dito Deputado contraria e desmente o discurso catastrofista que o líder do seu partido tem vindo a fazer.

Quando a boca (dos Deputados do PSD) foge para a verdade... até Marques Mendes deve estremecer!

This page is powered by Blogger. Isn't yours?